Como parar ou acabar com buffering em streaming de vídeo

Como parar ou acabar com buffering nos serviços de streaming de vídeo

Buffering o mal que atinge os streaming de vídeos. O mais provável é que todos já passaram por isso, especialmente quem gosta de assistir filmes, vídeos e congelamento de jogar online. Atire a primeira pedra quem no meio do momento mais alucinante de um capítulo de uma série de repente tudo para.

Esse é o famoso problema de buffer ou buffering, são sem dúvidas, uma das ocorrências online mais comumente lamentadas, desde o surgimento de serviços de streaming e vídeo online, como Netflix e YouTube.

Como interrompe o armazenamento em buffer? Existem várias soluções rápidas para o armazenamento em buffering, como:

  1. Fechar todas as suas guias.
  2. Abrir aplicativos.
  3. Conectar um cabo ethernet.
  4. Pausar seu vídeo.
  5. Otimizar as configurações do navegador.
  6. Usar uma VPN.
  7. Configurar o proxy corretamente.

Mas isso não explica por que ocorre o buffer.


Por que meu vídeo fica armazenando buffer?

A causa raiz do buffering de vídeo é simplesmente quando os dados que você está tentando assistir não estão sendo baixados com rapidez suficiente e o vídeo que você está assistindo está essencialmente esperando que a próxima parte do vídeo seja baixada para que possa “recuperar o atraso”.

Isso pode ser devido a vários fatores, como:

  •   Você tem uma conexão de Internet lenta ou instável.
  •   Há uma falta de largura de banda disponível para enviar o stream.
  •   O provedor de conteúdo está sendo sobrecarregado com solicitações.
  •   Há um problema com seu sinal de Wi-Fi.
  •   A conexão entre o codificador de vídeo e o servidor foi interrompida.
  •   Seu navegador de internet está desatualizado.

Observe que os vídeos para transmissão online também podem precisar ser codificados ou formatados para que estejam prontos para reprodução em qualquer plataforma que você esteja usando. Isso é particularmente verdadeiro no caso de streaming de vídeo ao vivo.


O que é buffering?

O termo “buffer”ou “buffering’ é derivado da maneira como as informações de vídeo são armazenadas. Um buffer de dados é uma seção da memória que armazena dados temporariamente enquanto eles estão sendo movidos de uma fonte online para uma fonte offline.

Então, quando você está transmitindo um filme ou uma transmissão de esportes ao vivo, por exemplo, e o feed pausa ou falha no meio da tarefa, isso significa que a seção “pré-baixada” do vídeo no buffer não tem dados restantes para enviar a você e está aguardando o download da próxima parte do vídeo.

Portanto, as causas e os efeitos do armazenamento em buffer são bastante diretos.

Então, encontrar uma solução definitiva para transmitir seus programas de TV favoritos sem experimentar o temido nervosismo difuso deveria ser tão simples quanto … certo?


Como acabar com problemas de buffer para sempre

Ao contrário da crença popular, não é apenas a força da sua corrente que importa.

Não existe uma resposta “certa” quando se trata de acabar com os problemas de buffering, mas existem vários fatores que podem estar causando esses problemas e tem muitas soluções para serem testadas até que você seja capaz de retirar a mosca da sopa, tal como deve.

Mostraremos algumas dessas maneiras de interromper o armazenamento em buffer durante o streaming de vídeos e filmes online.


Verifique se a VPN ou proxy estão corretos

Em primeiro lugar, se você estiver usando uma VPN ou servidor proxy para navegação anônima ou para acessar conteúdo específico de uma região, certifique-se de estar configurado corretamente.

Porque, embora ofereça uma navegação mais segura e privada, a única desvantagem de uma VPN é que sua internet invariavelmente sofrerá um certo impacto.

Isso ocorre porque todos os pacotes de dados enviados para o seu dispositivo devem ser criptografados e, em seguida, descriptografados antes de chegar até você.

No entanto, você pode atenuar esses problemas de desempenho, contanto que esteja disposto a examinar um pouco as configurações de rede do seu dispositivo.

O processo de configuração de uma VPN varia de acordo com seu sistema operacional e provedor, mas, de modo geral, é tão simples quanto baixar um aplicativo para ajudá-lo no processo.

No entanto, se quiser verificar se as configurações estão corretas, você deve seguir o caminho manual, que envolverá o login em sua conta VPN por meio das configurações de rede do sistema operacional.

Se suas configurações estão como deveriam e você ainda está tendo problemas, pode haver algo a ver com a VPN ou proxy que você está usando.

VPNs antigos ou desatualizados podem estar usando conexões de soquete único, que não são tão eficientes quanto as conexões de múltiplos soquetes usadas por VPNs mais modernos e robustos.

Se isso falhar … siga tentando.

1. Otimize as configurações do seu navegador web

Esteja você navegando em seu telefone, tablet, laptop ou computador desktop, o primeiro lugar a verificar é o navegador (supondo que você esteja usando um e não esteja transmitindo nativamente por meio de um aplicativo, é claro).

É claro que existem debates intermináveis ​​sobre quais navegadores oferecem as velocidades mais rápidas, mas de modo geral o Google Chrome e o Apple Safari são os mais populares e ambos oferecem uma variedade de recursos de otimização.

Independentemente de qual navegador (ou aplicativo) você está usando, no entanto, você deve sempre se certificar de que está atualizado com a versão de software mais recente.

Os desenvolvedores estão constantemente fazendo pequenas melhorias na funcionalidade de seus navegadores e você não terá os benefícios dessas melhorias se não usar o modelo do ano anterior.

Outra maneira de melhorar os serviços de streaming pode ser limpar seus cookies, cache e histórico de navegação, o que pode também estar consumindo largura de banda valiosa.

Outro detalhe, você pode ter uma série de extensões instaladas em seu navegador que podem esgotar sua rede. Geralmente, eles podem ser desinstalados com bastante facilidade por meio da barra de ferramentas do navegador.

2. Feche programas, aplicativos e guias do navegador

Você está pensando: “Tenho internet de alta velocidade, mas armazenamento lento. Que pecados cometi em uma vida passada? Como posso apenas tornar o buffering de vídeos mais rápido?

Você também é uma daquelas pessoas que constantemente tem cerca de uma dúzia de guias diferentes abertas porque tem medo de esquecer algo? Bem, às vezes, para seguir em frente, temos que deixar quem amamos para trás. Forte isso, não!

Na batalha para melhorar a velocidade da Internet, essas dezenas de guias diferentes são, infelizmente, seus piores inimigos.

Cada site e aplicativo que você abriu em seu dispositivo está consumindo largura de banda, então todos aqueles programas e downloads em segundo plano estão consumindo recursos que podem ser canalizados de volta para seu fluxo, tornando-o carregado mais rápido.

3. Mude para uma conexão Ethernet com fio

Por mais poderoso e flexível que seja o Wi-Fi, ele não pode competir com uma conexão direta com fio. Entendemos que pode não ser prático ter cabos Ethernet espalhados por toda a casa, mas se o seu dispositivo estiver perto o suficiente do roteador, você pode aproveitar as vantagens dessas portas Ethernet de alta velocidade.

Como alternativa, experimente mover seus dispositivos para mais perto do roteador.

Lembre-se de que o sinal perde força à medida que avança e tem que se mover através de obstáculos como portas, paredes e tetos. Existem também outros dispositivos elétricos que também podem estar causando interferência.

Boosters físicos de Wifi também são uma opção, mas pode ser uma toca de coelho cara para desaparecer.

4. Remova dispositivos inúteis conectados a sua rede

Você se lembra (literalmente, duas etapas atrás) quando dissemos que todos os sites e aplicativos em seu dispositivo estavam consumindo largura de banda? Bem, o mesmo vale para seus outros dispositivos conectados também.

De telefones e computadores a consoles de jogos, TVs inteligentes, caixas Sky e freezers (sim, geladeiras inteligentes são uma coisa), existem potencialmente dezenas de dispositivos conectados à sua rede agora consumindo sua preciosa largura de banda.

Ao desconectar os dispositivos inúteis ou menos relevantes que não estão sendo usados ​​no momento, você deve conseguir liberar largura de banda suficiente para transmitir na velocidade da luz.

E se isso não funcionar, há sempre o velho e familiar “truque” de desligar e ligar o roteador novamente.

Essa não é uma sugestão tão boba quanto você pensa, já que uma reinicialização resolverá quaisquer bugs, conflitos de endereço IP ou problemas de superaquecimento que seu roteador possa estar enfrentando.

Porque, afinal, seu roteador também é um computador.

5. Faça uma pausa na transmissão do vídeo online

Conforme estabelecemos, o buffer funciona criando dados de vídeo temporários e, em seguida, codificando-os para seu prazer de visualização.

Portanto, ao pausar o fluxo, mesmo que apenas por alguns segundos, você está dando a esse buffer uma chance de aumentar.

Isso pode ser particularmente útil para reduzir o tempo de armazenamento em buffer se você estiver assistindo a uma transmissão ao vivo, embora entendamos que toda a questão de uma transmissão ao vivo é que é … bem … ao vivo, então talvez esta seja a última via que você gostaria de considerar nessa situação.

6. Reduza a qualidade do vídeo ou filme assistido

Cada vídeo ou filme será transmitido como centenas e milhares (talvez até milhões) de ‘bits’ literais e o número de bits que estão sendo transmitidos por segundo é a sua “taxa de bits”.

Quanto melhor for a qualidade do vídeo (em termos de tamanho e definição), mais bits serão necessários para exibi-lo adequadamente. Portanto, se sua configuração puder transmitir apenas uma determinada taxa de bits, talvez seja necessário diminuir a qualidade do vídeo para obter um fluxo mais aceitável.

Na maioria das plataformas, isso é tão simples quanto selecionar as configurações do reprodutor de vídeo (geralmente na parte inferior da janela de exibição) e rebaixar a definição de HD para não HD (ou de 1080 para 720 ou 480).

Você também pode ser capaz de selecionar opções de taxa de quadros, com taxas de quadros mais altas (como 60 quadros por segundo), exigindo muito mais largura de banda do que as taxas de quadros padrão (o padrão é 24 ou 30 quadros por segundo).

Plataformas como o YouTube costumam usar a opção “Automático” por padrão, que detecta automaticamente as melhores configurações para sua conexão e configuração, embora isso nem sempre seja 100% confiável.

Se você deseja acelerar o tempo de armazenamento em buffer instantaneamente, reduzir a qualidade do vídeo é sempre a opção mais imediata.

Obviamente, também há a opção de simplesmente verificar a velocidade de sua conexão com a Internet e tomar as decisões de qualidade de vídeo de acordo.

Existem dezenas de testes de velocidade confiáveis ​​disponíveis online, incluindo fast.com, que pertence e é administrado pela Netflix.

Falando nisso, de acordo com a gigante do streaming, essas são as taxas de bits de vídeo geralmente recomendadas em megabits por segundo, embora observe que sua milhagem pode variar dependendo da multiplicidade de fatores descritos acima.

  • Alta taxa de quadros de 4K – 68 Mbps
  • Taxa de quadros padrão 4K – 45 Mpbs
  • Alta taxa de quadros 2K – 24 Mbps
  • Taxa de quadros padrão 2K – 16 Mbps
  • Alta taxa de quadros de 1080p – 12 Mbps
  • Taxa de quadros padrão de 1080p – 8 Mbps
  • Alta taxa de quadros de 720p – 7 Mbps
  • Taxa de quadros padrão 720p – 5 Mpbs

Buffer - Streaming de vídeo bem-sucedido! É tudo sobre VPN

Streaming de vídeo bem-sucedido! É tudo sobre VPN

Claro, a única maneira de garantir que você está navegando na web e transmitindo todo esse conteúdo interessante sem nenhum hacker malicioso (ou funcionários do governo decadentes) observando cada movimento seu é usando uma VPN.

Além do benefício óbvio da privacidade, o streaming com VPN também oferece uma série de outros benefícios marginais (e não tão marginais):

  •  A capacidade de assistir a conteúdo bloqueado por região não destinado ao seu país. Basta abrir a VPN, escolher a localização de seus programas favoritos e Bob é, de fato, seu tio.
  •  Transmita o quanto quiser, sem limites. Os ISPs estão sempre tentando limitar a velocidade de sua conexão para manter o uso do usuário sob controle, mas as VPNs não estão comprometidas com essa limitação.
  •  Ao usar uma VPN, você estará muito mais seguro usando o Wi-fi público, o que significa que há menos probabilidade de ser atingido por um ataque man-in-the-middle potencialmente devastador. E dada a largura de banda utilizada pelo streaming de vídeo, não é algo que você realmente queira fazer usando o plano de dados do seu telefone!

Para resolver este problema de buffering de vez, procure uma VPN que oferece uma solução que supere as expectativas quando se trata de velocidade, que forneça aos clientes acesso rápido e confiável à internet por meio de uma VPN segura que é capaz de suportar streaming sem problemas de buffer.

Não esqueça que a VPN deve ser compatível com quase todos os sistemas operacionais existentes – do Windows e Mac OS ao Android, iOS, Linux e até mesmo Xbox e Playstation para quem gosta de jogos online com internet de alta velocidade.

Portanto, se a única coisa que o impediu de comprar uma VPN foi a velocidade da Internet, você está sem desculpas.